Convênios

Entenda a Diretriz RN338, sobre cirurgias estéticas.

Art. 20. A cobertura assistencial de que trata o plano-referência compreende todos os procedimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos e os atendimentos de urgência e emergência, na forma estabelecida no artigo 10 da Lei nº 9.656, de 1998.

§ 1º São permitidas as seguintes exclusões assistenciais:

I – tratamento clínico ou cirúrgico experimental, isto é, aquele que:

a) emprega medicamentos, produtos para a saúde ou técnicas não registrados/não regularizados no país;

b) é considerado experimental pelo Conselho Federal de Medicina – CFM ou pelo Conselho Federal de Odontologia- CFO; ou

c) não possui as indicações descritas na bula/manual registrado na ANVISA (uso off-label).

II – procedimentos clínicos ou cirúrgicos para fins estéticos, bem como órteses e próteses para o mesmo fim, ou seja, aqueles que não visam restauração parcial ou total da função de órgão ou parte do corpo humano lesionada, seja por enfermidade, traumatismo ou anomalia congênita;

III – inseminação artificial, entendida como técnica de reprodução assistida que inclui a manipulação de ovócitos e esperma para alcançar a fertilização, por meio de injeções de esperma intracitoplasmáticas, transferência intrafalopiana de gameta, doação de ovócitos, indução da ovulação, concepção póstuma, recuperação espermática ou transferência intratubária do zigoto, entre outras técnicas;

IV – tratamento de rejuvenescimento ou de emagrecimento com finalidade estética, assim como em spas, clínicas de repouso e estâncias hidrominerais;

V – fornecimento de medicamentos e produtos para a saúde importados não nacionalizados, isto é, aqueles produzidos fora do território nacional e sem registro vigente na ANVISA.

Quando a cirurgia de abdome é liberada pelos convênios?

O procedimento de DERMOLIPECTOMIA ( ressecção de excedente de pele em abdome) é coberto pelos planos de saúde somente em casos de pacientes que apresentem ABDOME EM AVENTAL decorrente de grande perda ponderal ( em consequência de tratamento clínico para obesidade mórbida ou após cirurgia de redução do estômago), e apresentem uma ou mais das seguintes complicações: candidíase de repetição, infecções bacterianas devido a escoriações pelo atrito, odor fétido, hérnias, etc…

Agende sua avaliação na Clínica de Cirurgia Plástica Leila Righi em Curitiba.

Clínica Leila Righi oferece serviços nas áreas de cirurgia plástica, estética corporal, facial e fisioterapia, prezando sempre por um atendimento individualizado, atencioso e seguro. 

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.
vamos conversar?