Blog

Cirurgia para redução de mamas

A cirurgia de redução mamária ou mamoplastia redutora é realizada para diminuir o tamanho e o volume das mamas. Costuma ser procurada por mulheres que apresentam dores nas costas e no pescoço e/ou tronco curvado que, inevitavelmente, ocasionam complicações na coluna da paciente.

Dentre as queixas também estão irritação da pele provocada por alças de sutiãs, alterações no sono e lesões como infecções decorrentes de fungos nas dobras das mamas.

Adicionalmente, a cirurgia para redução de mamas também é bastante buscada como alternativa estética nos casos em que a mulher não está satisfeita como o tamanho de seus seios ou tem sua autoestima afetada.

Quando a mamoplastia é associada à mastopexia os resultados costumam ser ainda melhores. Assim, além de ter o volume das mamas reduzido, é possível levantá-las, proporcionando mais firmeza, equilíbrio estético e uma aparência ainda mais jovem. Incrível, não é mesmo?

 

Como é feita a mamoplastia redutora?

O primeiro passo é agendar uma consulta com um Cirurgião Plástico experiente e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para que seja feita uma avaliação do biotipo e, inclusive, das expectativas da paciente. Neste momento, são analisadas questões como tamanho, formato, quantidade de tecido a ser removido, método de incisão mais apropriado e necessidade de aleitamento futuro.


Leia também: Exames pré-operatórios para cirurgia mamária 

Há diversas técnicas adotadas para realizar a redução da mama, mas, de uma maneira geral, é feita a retirada de tecido mamário gorduroso e pele de uma determinada região da mama e, em seguida, o remodelamento.

A extensão e o formato da cicatriz variam de acordo com cada caso, a depender do volume mamário, da quantidade de excedente de pele e da estrutura da paciente. Pode-se optar por uma incisão vertical, em L ou em T invertido, conforme explicação a seguir.

- Cirurgia de redução de mama com incisão vertical

A incisão vertical ou “padrão de fechadura” se estende ao redor do topo da aréola e segue em formato de V até o sulco da mama. Essa opção é indicada para pacientes com volume e flacidez moderados.


- Cirurgia de redução de mama com incisão em L

Nesta técnica, a incisão é feita na aréola e segue verticalmente até o sulco mamário e no sulco mamário inferior.


- Cirurgia de redução de mama com incisão em T invertido

A incisão em T invertido ou âncora é feita ao redor da parte superior da aréola, direcionando-a para a lateral, ao longo da curvatura natural da mama (sulco inframamário). Proporciona mais elevação e é indicada para quem apresenta flacidez acentuada e mais volume.


Leia também: Cuidados pós-operatório de cirurgias mamárias

 

 
Dúvidas sobre cirurgia para redução de mamas?

Agende sua avaliação na Clínica de Cirurgia Plástica Leila Righi em Curitiba! A Clínica de Cirurgia Plástica Dra. Leila Righi oferece serviços nas áreas de cirurgia plástica, estética corporal, facial e fisioterapia. Aqui, cada paciente é tratado de forma individualizada e com toda atenção da equipe.